O que devo saber antes de optar pelo balde como embalagem na indústria química?

5 de julho de 2018

O que devo saber antes de optar pelo balde como embalagem na indústria química?

Quando se trata de controle de qualidade na indústria química, não há espaço para amadorismos. Sempre desconfie de qualquer empresa que não seja transparente quanto às certificações obtidas para a comprovação de excelência na gestão de qualidade. Contaminações acabam sendo mais comuns do que se imaginam, devido à escolha por materiais não impermeáveis e frágeis em relação a vedação.

Por isso, seguindo os critérios de boas práticas de fabricação para embalar produtos químicos, o balde é uma opção muito interessante quando capaz de atender esse nível de reforço que uma embalagem segura necessita.

Segundo a Organização das Nações Unidas, a produção de químicos deve crescer 3,4% ao ano até 2030. A contaminação proveniente de resíduos dessa indústria sempre preocupa as instituições responsáveis por prever cenários e fiscalizar os procedimentos. O setor de alimentos e o agropecuário parecem ser as maiores vítimas de contaminações. Para se ter uma idéia, das 319 milhões de toneladas de compostos que foram produzidos pela indústria química em 2015, 117 milhões eram nocivos ao meio ambiente.

Portanto, vale a pena dar uma checada no que é fundamental saber na hora de escolher o balde ideal como embalagem na indústria química.

Resistência

O empilhamento e o transporte podem ser converter em dois grandes problemas se estivermos falando de embalagens pouco rígidas. Um balde confiável é aquele que protege também contra adulteração ou perda de integridade, mesmo em ocasiões acidentais. Baldes produzidos em polipropileno ou polietileno são as melhores alternativas para a indústria química, também por atenderem perfeitamente à NBR 14952.  Atualmente o polipropileno randômico tem sido bastante requisitado por possuir maior resistência ao impacto (PP Random apresenta até 67% menos resistência ao impacto se comparado ao Polipropileno normal) e aumentar a transparência e o brilho do produto, isto é devido à cristalização ser dificultada durante o processo químico de fabricação do material.

É imprescindível checar com o fabricante da embalagem se a mesma possui certificação que atenda as exigências da ANTT 5232/16. Ela determina especificidades para o transporte terrestre de produtos classificados como perigosos, incluindo obrigatoriamente todos aqueles com número ONU. Este código segue um padrão internacional e pode ter o produto ou substância consultados aqui.

Conservação

O nível de conservação promovido por um balde é importantíssimo para a vida útil do produto. A embalagem funciona como uma verdadeira barreira de modo a impedir que micro-organismos passem da atmosfera para o composto químico. Ela ainda deve ser capaz de corresponder perfeitamente a um processamento térmico, suportando altas temperaturas; e ao acondicionamento asséptico, não tendo a integridade a hermeticidade do material mesmo após esterilização junto do rótulo e do fecho – ambos em condições assépticas (baldes plásticos garantem estanqueidade mas não garantem hermeticidade).

Sempre tenha em mente um sentido bem amplo para osbenefícios que uma boa capacidade de conserva pode trazer. Baldes acabam sendo preferíveis de serem empilhados, o que é até bom, pois reduz a emissão de CO2. Eles, quando à base de polipropileno ou polietileno, são fáceis de serem esterilizados e assim encaminhados para a reciclagem. Algo fundamental de ser levado em conta na filosofia de conservação da substância armazenada e também no ambiente ao redor —  ponto para a sustentabilidade.

Informação

O conteúdo informativo é tão importante para a embalagem quanto as outras funções. Um balde com capacidade para uma rotulagem eficiente leva segurança ao trabalho da distribuidora, pois terá bem claro as formas de manuseio e estocagem do produto. O cliente da indústria química que opta por um balde propício a ter um bom perfil comunicativo está garantindo que o consumidor não terá problemas em identificar a validade, a quantidade de uso, a temperatura de armazenamento e etc.

Conveniência

A conveniência quando levada em consideração pode levar à redução de custos. Uma embalagem bem projetada facilita a movimentação e o armazenamento durante o transporte (melhor otimização do uso do espaço), além de obviamente utilizar menos recursos para a sua produção. Sistemas de tampa lacrada ou por rosca, devem ser também levadas em conta com relação à necessidade da utilização do produto, sempre respeitando as normas técnicas de fabricação.

Antes escolher um balde como embalagem, é preciso ter atenção aos tópicos abordados anteriormente. Para ter sucesso na escolha, todos os fatores explicados estão ligados diretamente ao know-how e credibiliade do fabricante escolhido. Lembra o que foi dito lá no início? Amadorismo aqui não possui lugar, acidentes químicos são condenáveis e geram consequências irreparáveis.

Para continuar a ficar informado sobre todas as novidades em embalagens industriais. Curta e siga o nosso Facebook, Instagram e Twitter!

Balde

Conheça nossos produtos

As melhores embalagens com rigor técnico e a melhor matéria-prima

Compartilhe!
Assine nossa Newsletter
Assine nossa newsletter

Groupack, 2018. Webdesign e desenvolvimento: viniciusofp | Hineo Marketing