O design de embalagem e a percepção da qualidade

21 de maio de 2018

O design de embalagem e a percepção da qualidade

A importância do design de embalagem para a decisão de compra e percepção da qualidade do produto

 

A embalagem é um vendedor silencioso. Por ser o primeiro contato do consumidor com a marca, a embalagem é pedra fundamental para a construção da identidade da marca de um produto. Ao mesmo tempo, deve ser capaz de suscitar interesse e desejo no consumidor. Veja no post a seguir alguns aspectos importantes do design de embalagem para a construção da percepção de qualidade de um produto pelo consumidor final.

1. O design de embalagem deve vender o produto por si só

A construção da percepção do consumidor a respeito da sua marca ocorre numa fração de segundo. Por isso, cabe à embalagem atrair a atenção do consumidor, provocando nele interesse e desejo. Isto é, a embalagem é uma das primeiras formas de comunicação com seu público, devendo ser planejada em conjunto com o produto que se almeja vender. Nesse sentido, a embalagem precisa fazer o produto “falar por si só”, atuando como um vendedor disfarçado e promovendo seu produto diante dos olhos do consumidor.

2. A embalagem deve ser conveniente

O design de embalagem é inseparável do produto e da etapa da cadeia de valor em que está situado. Por isso, o formato e material que compõem a embalagem devem ser elaborados de acordo com o estágio de produção, compra e venda. Em outras palavras, um recipiente apropriado para o armazenamento na fábrica nem sempre será conveniente para o consumidor final.

No caso da indústria alimentícia, por exemplo, existem vários formatos de embalagem. Uma fábrica de polpa congelada de açaí pode ser fornecedora de uma lanchonete ou de um supermercado que pretende vender porções individuais. Nestes casos, as embalagens precisam ser pensadas caso a caso, para garantir que a manipulação do produto possa ser feita de modo a facilitar a vida do consumidor.

Para a lanchonete, é mais conveniente a adoção de embalagens rígidas, como baldes. Já para o supermercado, potes pequenos facilitam sua manipulação pelos clientes e seu posicionamento nas gôndolas pela loja.

3. A embalagem deve ser diferencial de mercado

Há muita informação disponível atualmente, e o perfil dos consumidores tem se tornado mais exigente. Com isso, as indústrias de embalagem têm percebido a oportunidade de diferenciação no mercado por meio do design de embalagem.

Porém, não basta o pacote, recipiente ou pote ser bonito, inviolável e preservar o sabor e o frescor de produtos alimentícios. A percepção dos consumidores quanto à qualidade é mais sutil. Atualmente, as embalagens são desenhadas a partir de linguagens visuais capazes de conectarem-se com o consumidor no nível emocional.

É um fato conhecido da indústria do marketing que a maioria das decisões de consumo é tomada por razões emocionais, principalmente desejo. Assim, a embalagem que conseguir agregar com sucesso o aspecto funcional e a comunicação sutil com o consumidor será capaz de se diferenciar no mercado.

4. A embalagem deve comunicar a qualidade do produto

O que torna uma embalagem atraente é a combinação bem sucedida de diferentes linguagens. Nesse sentido, a embalagem deve engajar os cinco sentidos de modo a comunicar-se psicologicamente com o consumidor. Assim, o design de embalagem deve propiciar uma experiência estética que comunique a qualidade do produto. Entre os elementos estéticos estão os visuais (tipografia, cor, formato), táteis (material e textura) entre outros. Como podemos notar, a percepção de qualidade de um produto a partir de sua embalagem é uma construção subjetiva.

Enquanto uma das principais mídias de um produto, a embalagem precisa destacar os diferencias competitivos do mesmo. Por essa razão, elementos gráficos são usados, de modo a causar impacto visual para criar vínculos com o consumidor. Porém, no âmbito das embalagens industriais, o aspecto funcional não pode ser descartado. Nesse sentido, a embalagem deve ser capaz de interagir com todos os processos da produção e da venda do produto e também fidelizar o consumidor, transmitindo confiabilidade.

Portanto, as embalagens hoje são diferenciais de mercado em qualquer estágio da produção. Dessa forma, o design de embalagem deve ser capaz de comunicar a identidade da marca instantaneamente ao mesmo tempo em que suscita o desejo no consumidor. Mas não basta ser o vendedor silencioso: a embalagem deve ser também funcional e transmitir confiabilidade e qualidade para conquistar a fidelidade do consumidor.

Quer saber mais sobre o que é e como é feita uma embalagem de qualidade? Conheça o processo de personalização In Mold Label da Groupack!

e-book alimentos

Conheça nossos produtos

As melhores embalagens com rigor técnico e a melhor matéria-prima

Compartilhe!
Assine nossa Newsletter
Assine nossa newsletter

Groupack, 2018. Webdesign e desenvolvimento: viniciusofp | Hineo Marketing